Lancheira saudável!

Thayssa Maluff

Na dúvida do que por na lancheira do seu filho?

É preciso variar no lanche para que os filhos não fiquem enjoados e ainda possam manter uma alimentação saudável e nutritiva.

Nossa entrevista hoje é com Rebeca Casal Pires, Nutricionista Clínica, formada na UCDB e Illinois State University (EUA), especialista em Nutrição Funcional e Nutrição Esportiva. Nutricionista da Escola IEDUCAA e da Clínica Modellare.

Seu filho vai se alimentar 200 dias por ano na escola. Em 15 anos, isso corresponde a três mil refeições. Caso alimentos de baixa qualidade façam parte deste momento, o rendimento escolar dele estará comprometido.

Ao consumir açúcares durante este período, ele está sujeito a ter uma queda muito grande de energia e sentir sono. Além disso, pode apresentar quadros de hipo ou hiperglicemia, o que leva a passar mal. Problemas intestinais e outros distúrbios graves também podem acontecer.

Por outro lado, uma alimentação rica em nutrientes estimula o raciocínio, contribui para a memória e garante a energia que a criança precisa para estudar. Não é à toa que tantas escolas proíbem a entrada de guloseimas, tanto pelos próprios alunos como em suas cantinas.

Reply